quarta-feira, 8 de outubro de 2014

TEXTO SEMIFINALISTA DA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCREVENDO O FUTURO 


 A Secretaria Municipal de Educação parabeniza a aluna Ariane da Silva Braga da EEIEF Osmar Diogenes Pinheiro, autora do texto de Memórias literárias Nº: 304.072 Ah! Que tempo bom!, selecionado pela Comissão Julgadora Estadual para representar o Ceará na etapa regional da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (OLP).

 Memórias literárias
                                                                                                                 Texto número: 304.072 
                Título: Ah! Que tempo bom! 

 Há setenta e um anos, nasci e cresci em Caucaia, meu nome é Nicole Freitas, guardo na memória algumas histórias que meus avós me contavam sobre essa terra. Caucaia antigamente recebia outro nome antes da independência do Brasil era Vila Nova Real de Soure e já foi terra dominada por muitos índios, mas há uma tribo chamada Tapeba, que ainda habita nesse município. Além dessa riqueza racial, há alguns resquícios de resistência dos descendentes negros que vivem em várias comunidades em Caucaia, pois há vilas de quilombos, pequenos vilarejos formados por negros que fugiam da escravidão. Isso sempre vinha em minha mente desde a infância até a velhice, porque aprendi com meus pais a respeitar as diferentes raças que compõem minha terra querida. Ouvi estas histórias em uma casinha simples e pequena que havia três cômodos, feita de taipa, construída de barro e madeira coberta de palha, rodeada de verde e ar puro. Quando o galo cantava era sinal de acordar para ir para a escola, lugar tão longe, mas tão desejado. Logo eu tomava banho de cuia “um banho de água na caneca” e em seguida mamãe arrumava nossa capanga “bolsa escolar”, a minha e as dos meus irmãos que eram quatro, cinco comigo. Vestíamos a bata “fardamento escolar” e calçávamos os kichute, roupas escolares que meus pais conseguiam ao trocar por mantimentos nas feirinhas que aconteciam nas praças. Nós íamos para a escola nas ruas de terra batida, a poeira subia e nos deixavam todos sujos de pó, mas íamos felizes cantarolando, porque íamos aprender a escrever. Quando saíamos da escola, eu e meus irmãos andávamos a passos largos, apressados para chegar em casa, pois tínhamos medo do que poderia aparecer no matagal, quase não havia casas, eram moradias distantes umas das outras. Havia apenas uma vendinha que ficávamos a admirar, porque havia doces e não podíamos comprar. Mas ao chegar em casa, mamãe estava fazendo a comida no fogão a lenha, o cheiro eu sentia de longe, apostávamos corrida para saber quem primeiro ia se deliciar. Outro momento de felicidade era quando eu e meus amigos nos divertíamos ao brincar no quintal de pega-pega, pula corda, amarelinha e os meninos de bolinha de gude, parecia uma festa, brincávamos até o por do sol, pois vivíamos a luz de lamparina, porque não havia energia elétrica. Depois da infância, veio a paquera e o namoro, naquela época era muito rígido, não podíamos namorar na rua, só dentro de casa com os pais vigiando, mas atualmente isso para a maioria dos jovens ficou no passado. Até a escola ficou mais rígida nas exigências, se eu machucasse um pé e outro não, eu calçava kichute no pé bom e chinelo no pé machucado, eu me sentia estranha com dois tipos de calçados, mas tinha que cumprir se não eu não assistia aula. Os alunos naquela época obedeciam aos professores, fato que me entristece, porque não ocorre atualmente. Lembro-me de outro momento marcante nessa comunidade que ocorria quando as famílias se reuniam e caminhavam juntas para ir à igreja matriz do centro de Caucaia. Diversas pessoas vestiam as suas melhores roupas e não tinham vergonha de rezar alto, de se ajoelhar e de cantar agradecendo a Deus pelos dias de farturas. Depois da missa as pessoas ficavam na praça, comendo comidas típicas e conversando sobre a vida e os fatos que aconteceram na cidade. Ah! Que tempo bom que nós podíamos ficar proseando, comendo e dançando por horas nas ruas sem saber o que era violência, algo que nos apavora nesse século vinte e um. Gosto de lembrar esses momentos que vivi intensamente e que me fazem abrir um sorriso no rosto. Sinto saudades dos momentos do passado, que voltam sempre nas minhas memórias e que me fazem viajar nos tempos bons, ingênuos que vivi nessa cidade querida que é Caucaia

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

XVII Olimpíada de Astronomia e Astronáutica





A Secretaria Municipal de Educação, através da Diretoria de Desenvolvimento Pedagógico dos Anos Finais, parabeniza todos os professores e alunos das escolas municipais que participaram da XVII Olimpíada de Astronomia e Astronáutica, em especial os alunos que se destacaram com medalhas de ouro, prata e bronze.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

SME DIVULGA TEXTOS SELECIONADOS PELA COMISSÃO JULGADORA MUNICIPAL DA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCREVENDO O FUTURO


 





A Diretoria de Desenvolvimento Pedagógico dos Anos Finais realizou no último dia 9 de setembro, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, a reunião da Comissão Julgadora Municipal para selecionar treze textos (dos duzentos e sessenta recebidos por todas as Comissões Julgadoras Escolares) para a etapa estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (OLP).
Os textos dos alunos que concorreram na etapa municipal pertencem às escolas das redes de ensino municipal e estadual.
A Comissão Julgadora Municipal (CJM) foi composta por três professores especialistas, uma professora da Universidade Federal do Ceará, uma  representante do CENPEC e uma da Secretaria Municipal de Educação (SME).
A SME reconhece o empenho e a colaboração de toda comunidade escolar e, principalmente, de todos (as) os (as) professores (as) e alunos (as) que contribuíram com a produção de textos para a Olimpíada.
Parabeniza ainda,  todos os professores e alunos vencedores da etapa municipal.

Poema
Relação de textos selecionados:

Número do texto: 284.457
Título: O lugar onde vivo
Escola: BELO MONTE EEIEF
Diretor(a): MARIA APARECIDA MARIANO DE CASTRO
Professor(a): Enilda Pereira Pontes
Aluno(a): Paulo de Andrade Oliveira

Número do texto: 284.822
Título: Jandaiguaba
Escola: MARIA HELENA MOREIRA DA SILVA EEIEF
Diretor(a): NARCISO DA COSTA OLIVEIRA
Professor(a): Rosimeire Ferreira de Andrade
Aluno(a): Vitória Régia Sousa de Oliveira

Número do texto: 286.732
Título: Caucaia Encantada
Escola: ANTONIO MIRANDA DE MELO EEIEF
Diretor(a): MARLENE DE CARVALHO BRAGA
Professor(a): Marcevania Barboza de Souza
Aluno(a): Deyjaane da Silva Rodrigues

Número do texto: 301.627
Título: As praias do meu lugar
Escola: ANTONIO BRAGA DA ROCHA EEIEF
Diretor(a): MARIA MIRITONIA BARBOSA
Professor(a): Balta de Menezes Morais
Aluno(a): David dos Santos Menezes Borba

Memórias literárias
Relação de textos selecionados:

Número do texto: 287.521
Título: Minha história, meu lugar
Escola: VICENTE TORQUATO DE ARAUJO EEIEF
Diretor(a): EDNARDO NOJOSA DOS SANTOS
Professor(a): Lilianya Ximenes de Aguiar Duarte
Aluno(a): Paulo Robson do Nascimento da Silva

Número do texto: 298.386
Título: Lembranças dos velhos tempos
Escola: AUGUSTO CESAR SILVA SALES EEIEF
Diretor(a): GLAUCIA MARIA BRASIL DE ANDRADE
Professor(a): Raquel Sousa Silva
Aluno(a): Naiara Bezerra Barros

Número do texto: 304.072
Título: Ah! Que tempo bom!
Escola: OSMAR DIOGENES PINHEIRO EEIEF
Diretor(a): MARIA DA CONCEIÇÃO DE SOUSA NERI
Professor(a): Marcevania Barboza de Souza
Aluno(a): Ariane da Silva Braga

Número do texto: 310.954
Título: O ontem e o hoje
Escola: MARIA DE LOURDES ROCHA EEIEF
Diretor(a): RAIMUNDO EUGENIO ALVES DE LIMA Professor(a): Francisca Rosangela Sales de Paula
Aluno(a): Maria Alice de Sousa Agostinho

Crônica
Relação de textos selecionados:

Número do texto: 291.340
Título: Igualzinho ao seu coração
Escola: VICENTE TORQUATO DE ARAUJO EEIEF
Diretor(a): EDNARDO NOJOSA DOS SANTOS
Professor(a): Lilianya Ximenes de Aguiar Duarte
Aluno(a): Alexsandro Costa da Silva Lima

Número do texto: 295.647
Título: Velhos moradores
Escola: FLAVIO PORTELA MARCILIO EEIEF
Diretor(a): VICTOR DE OLIVEIRA RAMOS
Professor(a): Adrianny Geni Ricco Knebel
Aluno(a): Magno do Monte de Almeida

Número do texto: 301.056
Título: Filho da minha terra, crônica do meu coração
Escola: LUIZ ROCHA MOTA EEIEF
Diretor(a): ANÉSIA RIBEIRO DA COSTA
Professor(a): Alexandre Ferreira da Costa
Aluno(a): Francisco Eliaby Menezes Viana

Número do texto: 331.880
Título: A calçada da fama
Escola: DANILO SA BENEVIDES MAGALHAES EEIEF
Diretor(a): MARIA EDILEUSA SOUZA FEITOSA
Professor(a): Nádia Domingos de Aguiar Cordeiro
Aluno(a): Andressa Maia

Artigo de opinião
Relação de textos selecionados:

Número do texto: 301.575
Título: O básico inexistente
Escola: PROFESSORA MARLY FERREIRA MARTINS EEEP
Diretor(a): ANA LEA BASTOS LIMA
Professor(a): Rosangela Paixão Linhares
Aluno(a): Antoniel Rodrigues Sousa